quinta-feira, 28 de Janeiro de 2010

Scones Lusitanos


Estes scones rivalizam com as panquecas nos jantares de Domingo, a diferença é que as panquecas são feitas "from scratch" e os scones não...
Entendo que não devemos ter qualquer tipo de preconceito em utilizar misturas pré-preparadas, especialmente se elas forem boas pois então, é o caso desta...

1 embalagem de preparado para Scones
1 Ovo
100 ml de Leite
50 g de Margarina

Misturar todos os ingredientes até obter uma mistura homogénea.

Distribuir a massa por 12 forminhas de queques previamente untadas ou, 12 colheradas num tabuleiro untado também.

Levar a forno pré-aquecido a 180º cerca de 15 minutos.

Servir ainda quentes, com manteiga e compotas.


segunda-feira, 25 de Janeiro de 2010

Galo Assado com Arroz de Miúdos


Apesar de vivermos no campo, não vivemos do campo...a nossa vivência por aqui é de puro lazer, não temos animais, ou melhor, não fazemos criação de animais, temos animais sim, mas todos de estimação, daqueles que vivem em liberdade e que acabam por morrer de velhos e com a barriga cheia...
Esta nossa maneira de estar levanta alguma desconfiança entre a vizinhança...gente habituada a matar para comer bichos sem hormonas, e na sua maneira castiça de viver a vida tentam-nos educar, oferecendo-nos animais vivos, a ver se é desta que a malta se faz homem...
Nós recusamos, sempre amavelmente, eles returcam com o...nunca se oferece animal morto...nós sorrimos, ou melhor, o dear hubby sorri, eu fujo...
Eles acabam voltando, mas com o animal já morto, a malta agradece...ainda não foi desta...

1 Galo
1 Limão
1 cubo de Caldo de Galinha
100 g de Margarina
150 ml de Vinho Branco
Sal e Pimenta

2 chávenas de Arroz
1 Cebola
3 dentes de Alho
Miúdos do Galo
Sal

Limpar bem o galo e levar a ferver em água e sal, cerca de 10 minutos, retirando toda a espuma que se forma à superfície.

Retira-se da água onde cozeu, escorre-se bem, coloca-se no tabuleiro de ir ao forno e deixa-se arrefecer um pouco.

Depois de já estar um pouco arrefecido esfrega-se todo com sal, limão, margarina e o cubo de caldo de galinha, rega-se com o vinho e vai ao forno pré-aquecido a 200º cerca de 1 hora.

Entretanto, coze-se o chouriço na mesma água onde cozeu o galo, deixa-se ferver uns 8 minutos, retira-se corta-se em fatias e reserva-se a água.

Faz-se um refogado com a cebola e o alho bem picadinhos, juntam-se os miúdos do galo, e deixa-se apurar, adiciona-se a água (em dobro do arroz e mais um pouco, cerca de 1/2 chávena) onde cozeu o galo e o chouriço, assim que ferver adiciona-se o arroz, e deixar cozinhar sem secar muito, rectifica-se o sal.

Distribuir o arroz por um tabuleiro untado com margarina e, colocar as rodelas de chouriço por cima.

Levar ao forno até gratinar o chouriço.

Servir o galo com o arroz e uma salada.


quinta-feira, 21 de Janeiro de 2010

Camarões em Creme



Receitas de camarão são sempre bem-vindas aqui na mesa, são versáteis, todos gostam, e hoje em dia o miolo de camarão é tão em conta que deixou de ser um luxo.


1 Cebola grande
3 dentes de Alho
50 g de Margarina
4 colheres de sopa de Azeite
1 cálice de Whisky
1 colher de chá de Mostarda
2 colheres de sopa de Polpa de Tomate
Sumo de 1/2 Limão
Sal, pimenta, Noz-moscada q.b
200 ml de Creme de Soja (ou natas normais)

Descongele o camarão, lave-o bem e deixe escorrer.

Cerca de 1 hora antes tempere com sal, pimenta, noz-moscada, mostarda e o sumo de limão.

Mexa bem e reserve.

Num tacho largo coloque o azeite e a margarina, a cebola que deve estar muito picadinha e os alhos igualmente muito picadinhos e deixe refogar, só até estar transparente.

Adicione o camarão e a polpa de tomate e deixe cozinhar cerca de 10 minutos, mexendo com regularidade.

Junte o whisky e deixe o álcool evaporar.

Se estiver com muita água deixe o líquido secar um pouco.

Adicione as natas, deixe cozinhar mais 5 minutos.

Sirva imediatamente com acompanhamento a gosto.


segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

Bacalhau da Minha Mãe

Este bacalhau, receita da minha mãe, é em muito idêntico ao Gomes Sá, com algumas alterações mas, como sempre o gostámos de comer.
Recriado na minha mesa com alguma frequência, todos o adoram.

4 postas de Bacalhau demolhado
1 kg de Batatas
8 Ovos
1 Cebola grande
3 dentes de Alho
100 ml de Azeite
1 mão cheia de Salsa picada
Sal e Pimenta

Cozer o bacalhau que não deve estar congelado, colocando-o dentro de um tacho com água fria, levar ao lume e assim que começar a ferver, desligar o lume e contar 15 minutos, desta forma cozinha lascas perfeitas.

Deixar arrefecer um pouco e lascar todo o bacalhau, reservar.

Cozer as batatas com sal, depois de cozidas, cortar em cubos e reservar.

Cozer os ovos, depois de cozidos, descascar, cortar em pedaços e reservar.

Num tacho largo colocar a cebola muito picadinha, e os alhos igualmente muito picadinhos, adicionar o azeite, deixar refogar.

Sem desligar o lume, juntar o bacalhau, envolver.

Juntar as batatas, envolver com muito cuidado.

Juntar por fim os ovos e a salsa picada (reservando um pouco para decoração) e envolver tudo sem desfazer muito.

Rectificar os temperos de sal e pimenta.

Servir imediatamente polvilhado com salsa picada fresca.



Imprimir receita

quinta-feira, 14 de Janeiro de 2010

Quadrados de Chocolate


O nome não diz tudo...porque os meus quadrados, não são quadrados porque eu não quero...
Dos poucos bolos que faço na bimby, tem uma consistência deliciosa e um sabor hummm...
A qualidade da segunda foto...enfim... foi o possível...
Adaptado do livro base da Bimby com o mesmo nome.

Bolo:
250 g de Açúcar
250g de Margarina
250 g de Farinha
250 de Chocolate
4 Ovos
Creme:
2 Ovos
Açúcar-o mesmo peso dos ovos
Margarina-o mesmo peso dos ovos
Chocolate- o mesmo peso dos ovos

Para o bolo, deitar no copo o açúcar, a margarina, e os ovos e programar 5 minutos, temperatura 70º, velocidade 4.

Adicionar o chocolate partido, esperar uns minutos, para que derreta.

Bater 20 segundos, velocidade 6.

Adicionar a farinha, bater 10 segundos, velocidade 6.

Deitar num tabuleiro previamente untado e levar a forno pré-aquecido a 180º cerca de 30 m , ou espetando um palito na borda da forma e saír seco, mas no centro saír com "migalhas".

Para o creme, deitar todos os ingredientes no copo da bimby (lavado) excepto o chocolate e programar 5 minutos, temperatura 70º, velocidade 4.

Adicionar o chocolate partido, esperar uns minutos para que derreta e bater 20 segundos, velocidade 6.

Deitar imediatamente por cima do bolo que deve estar arrefecido ou morno ( mas não quente).

Nota: Os ovos do creme devem ser pesados sem casca.


segunda-feira, 11 de Janeiro de 2010

Esparguete à Bolonhesa

Esta é mais uma comidinha que sai praticamente todas as semanas na ementa da mesa... quando pergunto aos piquininos o que querem comer, a resposta é quase sempre esta...Esparguete à Bolonhesa, pois então!
Comida simples de preparar e de saborear, sem dificuldades de execução, sem cogumelos que a pipoca não gosta, sem tempo para mais...


600 g de Carne picada (bovino)
1 Cebola grande
2 dentes de Alho
6 colheres de sopa de Azeite
1 folha de Louro
1 lata de Tomate pelado
Sal e pimenta
1 colher de chá de Açúcar
1 cubo de caldo de galinha (opcional)
300 g de Esparguete
100 g de Queijo Mozarella

Fazer o molho de tomate, começando por fazer um refogado com a cebola picada, o alho também picado, o azeite e o louro.

Adicionar o tomate, temperar, juntar o açúcar e deixar cozinhar cerca de 10 minutos.

Retirar a folha de louro e triturar tudo.

Juntar a carne ao molho de tomate, adicionar o cubo de caldo, rectificar os temperos e deixar cozinhar cerca de 20 minutos.

Entretanto, cozer o esparguete em água abundante e temperado de sal.

Escorrer e reservar quente.

Assim que o molho de carne estiver pronto, juntar o esparguete cozido e o queijo e envolver bem.

Servir imediatamente.

Nota: Faço sempre o molho de tomate na bimby mas, não cozinho lá a carne pois desfaz-se muito. Depois do molho de tomate estar triturado, transfiro para um tacho largo e cozinho lá a carne e depois misturo a massa.
Podem reservar uma parte da carne e do queijo para colocar por cima, ou envolver tudo logo ao mesmo tempo.



Imprimir receita

quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010

Bolinhas de Brioche


Hoje o que trago é mais uma sugestão do que uma receita, é uma sugestão de utilização das farinhas para pão da Branca-de-Neve .

1 embalagem de Farinha Pão de Brioche
220 ml de Água morna
Margarina liquida

Na cuba da máquina do pão, colocar a água e a farinha e escolher o programa das massas levedadas.

Entretanto untar um tabuleiro que possa ir ao forno com margarina liquida.

Quando terminar o programa, formar bolinhas (do tamanho de tangerinas) e colocá-las no tabuleiro um pouco afastadas umas das outras.

Pincelar as bolinhas com margarina liquida.

Levar a forno pré-aquecido a 180º, cerca de 15 a 20 minutos.

Comer logo quentinhas, ou mais tarde.

Rende cerca de 12 bolinhas.

Nota: Como utilizo o programa da massa levedada, não necessito de levedar depois de formadas as bolinhas, se não tiverem esse programa deixem levedar um pouco (pelo menos 30m) em local quente.


sexta-feira, 1 de Janeiro de 2010

E assim foi 2009...

Para que não restem mal entendidos...eu celebro o fim-de-ano, ou seja vou a festas, faço festas ou fico simplesmente em família, mas celebro o fim-de-ano, como mais uma festa, mais nada...não sinto aquela onda de optimismo, nem o renovar de esperança que assola a maioria das pessoas, nem imponho metas...e muito menos recrimino, julgo ou mesmo opino sobre quem o faz e sente.

Por isso mesmo espero que todos tenham um bom ano de 2010 e que pelo menos uma parte dos vossos sonhos se realize.

Despeço-me de 2009, com as receitas mais vistas do ano que passou, a saber e de acordo com a imagem: Janeiro: Pudim de leite Condensado II ; Fevereiro: Capuccino Caseiro ; Março: Bolo 3 Leites ; Abril: Delícia de Bolacha e 2 Chocolates ; Maio: Tarte de Morangos da Sogra ; Junho: Mini Cachorros no Forno ; Julho: Baklava ; Agosto: Bolo Furado de Pudim ; Setembro:Cheesecake Americano ; Outubro: Strogonoff de Frango ; Novembro: Bolo Rainha ; Dezembro: Rabanadas

Um abraço...